Home » Sem categoria » UMA PAIXÃO CHAMADA LIVROS

UMA PAIXÃO CHAMADA LIVROS

Ah……livros! Como definí-los?

Importantes? Não!

Lindos , amados, imprescindíveis, sagrados! Livro é tão bom que deveria ser um elogio, tipo: você está tão livro hoje!

Amos livros. Sou uma leitora compulsiva, leio tudo que cai na minha mão. Todo mundo pergunta como arrumo tempo. Sempre arrumamos tempo para aquilo que nos dá prazer, é o que sempre respondo.

Leio muito. Sozinha, para meus filhos, com meu marido. Passeio preferido? Sebo é claro! Melhor presente para me dar? Adivinha?

Leio na cama, no sofá, no ônibus, na hora do almoço e até quando estou cozinhando. Momento perfeito: as crianças já estão na cama, ligo um sonzinho, pego um livro e deito na rede para ler! Se tiver um martini com uma, não, duas azeitonas melhor ainda!!!!

Amo a sensação de um livro novo, de ficar namorando ele antes de começar a ler. Ler o resumo na orelha da capa e ficar imaginando o que ele me trará, onde vai me levar, quem vou conhecer, por quais lugares andarei, todas as delícias e aventuras que viverei……..ai preciso de um livro novo!

E quando estou lendo, envolvida de tal maneira na história, e o livro vai chegando ao fim vem aquele misto de sentimentos: você quer terminar a todo custo para enfim saber o que vai acontecer, mas ao mesmo tempo que ir mais devagar porque senão VAI ACABAR e aí, como vai ser???

E quando termina, e especialmente  um daqueles maravilhosos, eu fecho o livro e imediatamente vem aquela sensação de vazio, de “o que eu vou fazer agora?”. Eu sinto como se nunca mais fosse encontrar outro livro que me fizesse tão feliz, e o luto às vezes dura dias.

Meu maior sofrimento são os livros em série, porque você termina um e TEM QUE ESPERAR o autor publicar o proximo. Porquê, porquê, porquê inventar uma tortura tão grande? E quando o autor é tipo o George R. R. Martin, que parece que NUNCA vai publicar os dois últimos livros da série (isso depois de ter matado todos meus personagens preferidos nos primeiros livros) é muito sofrimento e agora se juntou com o Patrick Rothfuss para escrever sobre outras coisas! Justo o Rothfuss que também está devendo “The Doors of Stone” e parece que nunca vai publicar! Parece um complô!!!

Mas então, bem cética, você pega outro livro pra ler por que a vida continua (e eu sempre tenho a sorte de escolher um livro fantástico depois de um luto de leitura) e descobre que não, não é preciso sofrer, por que o mundo está cheio de histórias e idéias maravilhosas, prontas para ser absorvidas pelos espíritos ávidos por elas!

O meu preferido? Nossa muito difícil escolher um, cito três entre muitos outros que são importantes pra mim: Cem anos de solidão do Gabriel Garcia Márquez, O morro dos ventos uivantes da Emily Brontë e Olhai os lírios do campo do Erico Verríssimo.

Uma vez um amigo me perguntou “Pati, você nunca não está lendo?”, hahaha e eu hã? Claro que não, mas que idéia estapafúrdia!

Sei que somos muitos (nós, devoradores de livros), e estou buscando um grupo pra montar um clube de leitura. Alguém se habilita?

Imagem1

 

 

 

Patricia Gazzanelli Mc Carthy é bióloga e guia de turismo.  Trabalhou por dez anos como educadora ambiental e guia de turismo cultural e ecológico e atualmente é gestora do Parque da Barragem na Orla da Represa Guarapiranga.

 

About Receitas de Viver

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes