• O que vejo pela janela!

    O que vejo pela janela!

    Quando eu era criança, eu realmente acreditava que a nuvens eram de algodão. Hoje, adulta, já não ac...

  • Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar, que em sua noite mais longa quero deitar Pode chegar, que olharei para o espelho sem me...

  • Faxina: O grande portal!

    Faxina: O grande portal!

    Hoje comecei o dia tirando tudo das gavetas e armários do meu escritório (que fica em casa) para fil...

  • Somos quem podemos ser

    Somos quem podemos ser

    Nos dias de hoje poucas pessoas dirão que são normais. Ser normal significa assumir que não é difere...

  • SEM FRONTEIRAS – mármore

    SEM FRONTEIRAS – mármore

    Seus olhos eram mármore: esbranquiçados e fixos, fitando-me de longe. Não pude deixar de notar seu e...

Ágata de Fogo!

AgatadefFogo

Sou Terapeuta Holística e apaixonada por pedras. Meus estudos com as pedras vão bem além dos livros e cursos que já fiz. Faço muitos teste comigo, familiares e amigos próximos para comprovar a eficácia do reino mineral. Por este motivo, resolvi compartilhar um pouco, deste conhecimento com vocês. Hoje começo com uma pedra que me encantou e acredito que fiz algumas pessoas se encantarem também. Com vocês: ÁGATA DE FOGO! O tipo de pedra que quando entra em contato com seu corpo, a preguiça, desânimo, tristeza…somem! Ela trabalha em nós a vitalidade, sexualidade, criatividade e vontade. Ela nos coloca em contato ... Read More »

Cicatriz

dcbf8138-bd31-46d4-9143-33aa5967b835

A cada roupa estendida no varal uma pausa mínima para perceber o silêncio incomum e vespertino. Às 16h47 do mês de janeiro sabe-se que ventos frescos podem indicar chuva. Chuvas de verão são passageiras, mas dificilmente enganadoras. Quando vêm costumam ser intensas, mas sem esgarçar muito o tempo. Chegam, pesam, varrem a poeira, levam a lama, desfazem raízes, inundam as casas e molham os pés. Um respiro. Seguro o ar. Calço os chinelos e olho as roupas no varal. Nada. A chuva não vem. Um misto entre preocupação e dúvida. Desde quando o céu desaprendeu a chorar? Aos poucos o ... Read More »

A vida como você quer que ela seja!

a-vida-é-bela-1

Primeiro devemos ter bem claro em nossas mentes, como desejamos que nossa vida seja. Depois, precisamos entender que imprevistos acontecem e que não podemos controlar tudo. Portanto, para começarmos a deixar as marcas de nossas pegadas para trás, precisamos de flexibilidade e improvisação. A flexibilidade nos da uma porcentagem maior de alcançarmos o sucesso, pois em um mundo em constante transformação, quem se engessa vai precisar de muleta. A improvisação torna nosso caminho mais fácil, pois nos ajuda a resolver os problemas com as ferramentas que dispomos no momento, nos deixando mais realizados e menos frustrados. Tem uma frase em uma ... Read More »

ABACAXI…ABACAXIZEIRO!

14-abacaxi

O abacaxi – Ananas comosus – é uma bromeliácea e pode ser facilmente plantado em sua horta em casa. Segue o passo a passo do plantio do abacaxi: Depois de comer seu abacaxi (hummm) separe a coroa com um pequeno pedaço embaixo, é aí aonde vão se desenvolver as raízes! Coloque a coroa dentro de um recipiente com água. Tome cuidado para a água cobrir somente a base da coroa, senão pode apodrecer sua muda. Ahhh e troque a água diariamente para que ela não fique parada ok! Depois de alguns dias você vai notar o aparecimento das primeiras raízes! ... Read More »

O Ritual de Selina

389254_284521781630005_460980773_n

“As Relíquias foram distribuídos, A deusa Fastet… apresentou se trajada na sua melhor roupagem, decorados com brilhantes e penduricalhos refletidos pela orla. Para quem saiu de casa a fim de ver, a Dona Lua surgir com seu brilho etéreo e inebriar se por seus encantos, lhe é reservado o direito a sete outros desejos. Façam seus pedidos, pois, meu brilho nem todo mundo o vê. Os considere como a um desejo concedido, refletido neste imenso espelho, por onde os deuses nos contemplam “ Selina, felina de fina estirpe. Vivia sadia com seus novelos de lã, lareira quentinha e um tapete ... Read More »

Bruxa de verdade!

10320463_773133862717927_4151872148598572653_n (1)

Dizem que as bruxas são feias, velhas, magricelas de nariz pontudo. Vivem em casas velhas e sombrias. Remexem em seus caldeirões ervas tão poderosas, capazes de transformar príncipes em sapos, adormecer princesas pela eternidade, aprisionam outras em castelos e até, que horror, ordenam que o coração de belas moças, sejam arrancados! Mas a bruxa que eu conheço não é assim, porque ela é uma bruxa de verdade! Diferente dessas dai ela é corpulenta, braços roliços daqueles feitos especialmente para dar abraços, os pés são grandes, perfeitos para dar a base que qualquer um precise, peitos fartos, coração alegre, sorriso largo, ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – Como um suicida

drinkety

Naquela noite, infindável noite, o rei estava deitado em sua cama… Ávido, impotente, irascível… Como alguém que sabe, mas se recusa a crer na própria clarividência. Seus súditos permaneciam incógnitos e apáticos… Desinformados… Deformados de algum modo. No momento, tudo o que governava era a sua própria cama manchada de si mesmo, esmorecido como as flores que enrugavam corroídas pela ferrugem do tempo, oxidadas tal qual a sua pele abatida. Permanecia inerte, decadente… Mas ainda assim, reluzente, pois sua tristeza sempre fora seu maior encanto e aquele momento, ele sabia: exigiria o melhor que tinha a oferecer. O rei morto, ... Read More »

Gato Milles

Milles_o_Gato

E meus olhos vira um gato, não era um gato comum. Gato imensurável… É seu acaso e que por acaso me torno gato também, enquanto narro o Diário de Miles.  Minha sina é seguir miando sua dor, enquanto mio a minha função de mero narrador. Talvez me lamba e vomito minhas graças ao contar as lembranças de um gato que um dia vi. Teus olhos não sentia o medo, mas sentiam… Ação! Era um desses gatos fujão, que se banha de língua, se deita e se ajeita. Dorme com um olho fechado e uma orelha em pé. Miles era alcunha ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – Epifania

5283057296_e8ba143510

Não era a primeira e, porque ele sabia, também não seria a última vez que veria aquele homem sentado na mesa, sozinho… Como tantas outras vezes.   Aperte o play   – Como está, amigo? – após colocar cuidadosamente seu violão no descanso e enrolar os cabos. – Tranquilo, como sempre… Se quiser sentar… – diz apontando para a cadeira vazia. – Se não for incomodar… Pedirei meu jantar e posso lhe fazer companhia, se quiser. – Para mim é um prazer. O que quer tomar? – Nada… – Por favor… Por minha conta… Peça algo para me acompanhar nessa ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – Morpheus

VLdR0MN

Enquanto caminhava em direção ao bangalô, meia garrafa de vinho permanecia em sua mão, por hora, supondo que em certo momento, talvez quando estivesse em seu quarto, a ceifaria. A chuva persistia durante dias, mas parece que não mais o incomodava, já que, notavelmente úmido, desdenhava até mesmo a canção entristecida que exalava encantos surgindo de um porão aberto, reluzente e convidativo… Difícil compreender o que o motivava naquele momento…   Aperte o play   Quando finalmente chega ao destino, do outro lado da rua, mais precisamente sob um ponto de ônibus, o único lugar debilmente iluminado naquela praça – ... Read More »

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes