• O que vejo pela janela!

    O que vejo pela janela!

    Quando eu era criança, eu realmente acreditava que a nuvens eram de algodão. Hoje, adulta, já não ac...

  • Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar, que em sua noite mais longa quero deitar Pode chegar, que olharei para o espelho sem me...

  • Faxina: O grande portal!

    Faxina: O grande portal!

    Hoje comecei o dia tirando tudo das gavetas e armários do meu escritório (que fica em casa) para fil...

  • Somos quem podemos ser

    Somos quem podemos ser

    Nos dias de hoje poucas pessoas dirão que são normais. Ser normal significa assumir que não é difere...

  • SEM FRONTEIRAS – mármore

    SEM FRONTEIRAS – mármore

    Seus olhos eram mármore: esbranquiçados e fixos, fitando-me de longe. Não pude deixar de notar seu e...

SEM FRONTEIRAS – Algum lugar que só nós sabemos

idosa

Vagueando entre as velhas memórias a fim de encontrar uma dose de conforto, melancólico, eis que um perfume antigo inunda minhas narinas… “Damas da noite”: a doçura marcante entre as rosas junto ao peculiar som das primeiras gotas de chuva que caem sobre o asfalto quente numa tarde de verão. Desviei do transito, daqueles peculiares das grandes cidades, e decidi cortar por algumas ruas conhecidas as quais vivi bons momentos em minha vida… “Quem sabe paro naquele antigo café, já que estou com um pouco de tempo…”, pensei. Mas tudo estava diferente. Havia anos que eu não passava naquele velho ... Read More »

Sentimentos!

ladrões-energia-1024x640-mi6gk5o0j6r3v6lfqnbcbp09vs6bjful3hw5kubs0w

Sentir Coisas que nem sei Que sei eu?   De uma noite Uma noite linda Cheia de encantos   De um encontro Uma surpresa Dessas que não se espera (mas o que se haveria de esperar?)   E muitas outras noites (e dias) Muitos desencontros E desencantos   E essa Terra Encantada Sempre em movimento Sempre a trazer novas surpresas   E o que foi Já não é mais   E o que não era Vem a ser   Diferente Forte Iluminado   E lindo Totalmente inesperado Mas profundamente acatado   Que sei eu Disso de sentir? Sinto simplesmente   ... Read More »

SEM FRONTEIRAS – Coração corinthiano

c8e9ef_b1fa3496831d448cbb2395d584f93d23

Não é incomum, entre os corredores, encontrar pacientes que, entre um quarto e outro, aguardam por longo período, um transplante de coração. Foi o caso daquele que, sem me recordar o nome, atendia simplesmente por “Corinthiano”. Já estava lá algum tempo – de um ano e meio para mais – e eu me lembro da primeira vez em que o vi: devoto… Ainda que, trazendo consigo uma bomba de infusão, trajava elegantemente o uniforme do seu time. Um homem de voz firme e com um largo sorriso no rosto. Aparentando pouco mais de cinquenta anos, não se fez de rogado: ... Read More »

SEM FRONTEIRAS – Reflexões na escadaria

back-ecg

Nos corredores, entre os enfermos… Diferente dos bares e da boemia, as histórias podem nos pegar desprevenidos… Me permito agora, uma boa garrafa de Carménère. Porque é sabido: quando o violão sai da caixa e o soar das primeiras notas fluem pelo ar; pelo tempo e através dos canais labirínticos, até tocarem no fundo de um coração desavisado… Não se pode prever que tipo de história, de lamento ou sentimento se manifestará através de uma lágrima, ainda que seja vasta demais para ela. Não estava totalmente aquecido quando, a pedido, toquei “Maybe Jesus wants you for a sunbeam” (talvez Jesus ... Read More »

Nosso Clã

sagrado

Somos sete Somos uma e nenhuma Tem quem fale Tem quem dance ou simplesmente acompanhe Tem cumplicidade, individualidade E também amor Tem dúvida, raiva E também a dor Somos irmãs, filhas e amigas Unidas! Mulheres de um incerto amanhã   Para minhas amadas irmãs do Clã: Lobas das 13 luas!         Vanessa Saad é Produtora, Terapeuta Holística e Sócia Proprietária na empresa Sementes da Lua. Read More »

FÁBULAS E CONTOS – A árvore descontente

f28d4839e0d11cf361618cca0fcd2d3b_large

Conta-se que uma árvore se queixava, quando conversava com um jovem gato que a escutava atentamente enquanto se servia dos pequenos frutos caídos, sobre a ingratidão dos bichos que viviam a se aproveitarem dela. - Pois é, amigo Gato… No auge da primavera eles se reúnem à minha volta, bichos de todas as espécies: tem zebra, cavalo, macaco, elefante, antílope… É a maior festa que fazem aqui e isso dura por longos meses até a chegada do verão. - Mas porque se queixa? - Porque são mal educados, pois nada me oferecem… Vêm aqui e fazem a maior bagunça, dançam ... Read More »

Mire o ponto!

9f780552-8329-453f-8ebd-b90ca49b6396

De tempos em tempos, surge em minha mente, teorias que são fruto de alguma fases da minha vida. Uma ideia que permeia meus dias e que me faz ser mais forte. Afinal, acredito que a cada 24h, devemos procurar algo, algum sentido que nos faça continuar, que nos faça mover. Pelo o que você escolhe viver todos os dias? Eu sempre acreditei em algo que não sabia muito bem o que era. E é aí que entra a teoria do momento. Sabe aquele "plim," que nos ocasiona em um instante o qual já nem podemos mais lembrar qual foi, mas ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – Sem você não sou nada

e16eacd911dac7d2bb1188a54a31ae8d

  Não era tarde da noite (tampouco tarde demais) quando dois velhos amigos se encontraram, novamente, no bar dos velhos assuntos: cadeiras rangendo como sempre; o cheiro de fumaça, impregnado na madeira, oriundo de tempos esquecidos… Sazão que morrerá na memória daqueles que não se importam com suas próprias histórias; suas próprias origens… Dias que já foram bem vindos pelos que hoje (falo sobre mim mesmo), não passam de meros saudosistas ultrapassados… Sobrepujados pela virtuosidade do novo milênio (olho para o teto e contemplo os  pequenos insetos mortos no lustre – tomo um golpe, direto da garrafa, e lamento)… Aperte o play. ... Read More »

Embriaguez noturna

embriaguez

Verão. Janeiro, não escolhi chegar até você. Você não pediu para chegar até mim, entrou sem bater na porta sentou no sofá e de lá não parece querer sair. Transfigurado de tempo, seus dias estão contados. Imaginei que sua saída seria como os relógios de Dalí derretidos pelo excesso de calor. Engano meu, você chegou de um jeito esquisito meio sem saber muito bem que roupa vestir, te vi em frente do espelho com a cabeça inclinada e os olhos espiralados tentando enxergar o próprio rabo. Deu duas voltas no próprio eixo e por instantes perdeu o chão. Sussurrei em ... Read More »

MAIS COR, POR FAVOR!

mais-cor

Era uma vez um bebê recém-nascido. Após o parto, assim que sua mãe a pegou no colo, percebeu que a menininha não era igual as outras. Ela tinha cada uma das partes do corpo de uma cor, sim, os bracinhos eram rosa, as perninhas verde-limão, os cabelos continham todas as nuances do vermelhos, as bochechas azulzinhas, a barriguinha roxinha… De fato a garotinha deixou até a boneca Emília com inveja. A mãe, coruja que só, adorou o fato de ter a filha mais colorida do mundo, e a vida seguiu alegre e contente. Conforme o tempo foi passando, e ela ... Read More »

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes