• O que vejo pela janela!

    O que vejo pela janela!

    Quando eu era criança, eu realmente acreditava que a nuvens eram de algodão. Hoje, adulta, já não ac...

  • Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar! Aceita um chá?

    Pode chegar, que em sua noite mais longa quero deitar Pode chegar, que olharei para o espelho sem me...

  • Faxina: O grande portal!

    Faxina: O grande portal!

    Hoje comecei o dia tirando tudo das gavetas e armários do meu escritório (que fica em casa) para fil...

  • Somos quem podemos ser

    Somos quem podemos ser

    Nos dias de hoje poucas pessoas dirão que são normais. Ser normal significa assumir que não é difere...

  • SEM FRONTEIRAS – mármore

    SEM FRONTEIRAS – mármore

    Seus olhos eram mármore: esbranquiçados e fixos, fitando-me de longe. Não pude deixar de notar seu e...

O namorado da minha avó

get_img

Minha avó está de namorado novo! A família não tem gostado muito, mas com 83 anos, o que podemos fazer? Estamos de mãos atadas. A relação não começou agora… já tem um tempinho que esse namorico vem rolando. Ele é de origem alemã, meio carrancudo e sério! Ficou de longe só observando, minha vó, ingênua, nem percebeu nada, mas aos poucos ele foi ganhando espaço, se aproximando, e ela foi se envolvendo. No começo, minha vó parecia enfeitiçada, esquecia de tomar o remédio, esquecia onde guardava as coisas, as vezes até o nome de algum neto ela não lembrava… Mas ... Read More »

SINTO ME BEM – Continuação e final

COPAN_FULL-12x30-Pb

Em um determinado momento, talvez um lapso de lembranças, não sei…, sei que me fugiram as sanidades, porém, com a certeza de que nada me importava mais, somente viver valia a pena. Estive vivendo perigosamente ao lado do acaso. E esta percepção me enlouquecera. Enfim entendia as tramoias da língua em embaralhar os sentidos das palavras. Estava contaminado, enfezado a beça. Mas mesmo assim me veio à memória, uma canção que ouvira há muito tempo; ‘“Não”! Não quero que a vida corra de mim. Não quero que ela passe tão rápida assim?! Nem tampouco que ela pare, por mim/Eu quero ... Read More »

Calabouço!

calabouço

Conte-me teus segredos! Aqueles que não confessa para si mesmo. Fale-me sobre tua insegurança escondida atrás de tuas vestes Esqueça as palavras rebuscadas que você usa para definir a si mesmo e me apresente o bicho que te devora e faz você olhar todas as noites embaixo da cama, antes de dormir. Deixe as lágrimas preservadas no decorrer dos anos transbordarem. Grite! Peça ajuda pela dor que não entende, mas preenche teus dias de solidão. Abra teu calabouço e liberte tuas partes renegadas e queimadas na fogueira do passado. O vento que as levaram, as trouxeram de volta. A escolha ... Read More »

A vida em cinco passos

Dente

No princípio é o Verbo Senta direito. Come tudo. Tira a mão daí. Apaga essa luz e vai dormir. Quantas vezes eu te falei para não subir aí? Infante é aquele que não fala, que não tem voz. Então você ouve e obedece. Reproduz, imita e aprende. E vem a Pequena Rebeldia Não. Como não? Não e pronto. Não quero. Eu quero. Eu quero agora. E você conhece e testa alguns limites e faz seus primeiros experimentos. Então se faz o Caos Diferente do que diz certa cosmogonia, o Caos não acontece no princípio mas em algum ponto entre os ... Read More »

Poesia de quinta

HOT-DEAL-New-decorate-blue-nude-by-Pablo-Picasso-canvas-oil-paintings-reproduction-handpaint-oil-paintings

O meu corpo é teu, desde o dia em que senti teu toque pela primeira vez. Ele queima no inverno, e congela no verão ante tua ausência. Quer mais? Órgãos, vísceras, sangue? Meu coração também é teu: o entreguei batendo forte, numa madrugada fria, noite desgraçada e linda. Tem espasmos quando a violência do teu desamor o golpeia e chora gritando toda vez que ouve teu cheiro. Se for minha alma que você quer, não há nada para querer. Vaga como se fosse penada, morta, já que nem o coração e nem o corpo têm a desfaçatez de me pertencer. ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – 1964 – Parte 2

331b68129f7887b7e49f33628935efc0

Clique aqui para ver a primeira parte. Aperte o play – “5Ta Generacion Gran Reserva Malbec – 1964”. Sei que, por vários momentos naquela mesma noite, voltei a olhar a mensagem… Relutei em responder, pois nem mesmo sabia o que responder. Ela não disse nada, mas, ao mesmo tempo… Disse tudo. Fiquei fantasiando aquela mulher em seu quarto abrindo a garrafa… Será que estava totalmente vestida quando a abriu? De sorte, imaginei que ela estivesse pensando em mim, mas o que ela queria ainda permanecia um mistério. – Por que não mandou uma mensagem de volta, sei lá… Poderia tê-la ... Read More »

Veneno

Mirror Mask

O excesso ou escassez de tudo em nossas vidas é nocivo, tornando o equilíbrio um item raro na prateleira. Pena ele não ser vendido em porções instantâneas que ficam prontas em 3 minutos. Imaginam? Hoje percebo que me sinto equilibrada quando estou fazendo algo natural pra mim, como por exemplo dançar, cozinhar, ler, escrever … Fala-se muito em sermos “normais”, quando deveríamos sermos “naturais”. Correr, andar, sorrir, plantar, cultivar, cantar, planejar, cuidar, amar, meditar, sonhar… Comece a valorizar o que é natural para você e com o tempo perceberá o equilíbrio quase que instantâneo para encarar os desafios, munido pelo ... Read More »

CONVERSAS DE BOTECO – 1964 – Parte 1

o-WOMAN-WINE-facebook

Era fim de tarde quando os dois amigos decidiram se encontrar num bar mediano no centro da zona norte. A música estava baixa e as frestas de Sol entravam pelas bordas das janelas de vidro, se espalhando pela câmara principal como um fractal. O motivo do encontro era para tratar de alguns projetos futuros e talvez até mesmo jogar um pouco de conversa fora se sobrasse um tempinho. O bar ainda estava vazio por conta do horário; o garçom lhes direciona a uma mesa mais afastada, próximo à varanda encostada numa parede. - Vai pedir vinho? – Pergunta o mais ... Read More »

SINTO ME BEM – Capítulo I

COPAN_FULL-12x30-Pb

Exatamente as 7:30; – O despertador cumpria sua função. Abri os olhos tateei por entre os lençóis retorcidos em busca de um local que pudesse interromper aquele “I Feel Good” por debaixo de um travesseiro sob minha cabeça. Os “JBs” resolveram me atacar em quanto atravessava à linha que divide o mundo do despertar e o do sonho. O groove parecia repercutir as palavras ditas enquanto sonhara.  E a melodia somente gabação.  Abrir os olhos seria mera piscadela à vida sem graça que tinha por vir. Meus dias assemelham se em nada em relação aos sonhos que tenho. No sonho ... Read More »

Comece o ano Roubando!!!

Stealing Ideas

Você já sentiu vontade de roubar alguma coisa? Não estou falando de coisas materiais, bobinhos! Estou falando de ideias, conceitos, estilos, músicas, palavras, carinhos, frases, gestos, histórias… Tem tanta coisa boa nesse mundo que pode ser roubada! Não adianta negar, você rouba desde criança. Roubou o jeito de falar de sua mãe, roubou a risada “hahaha” daquela sua amiga adolescente mais descolada que você e colocou no lugar da sua risadinha “hihihi”, roubou o corte de cabelo da Giovanna Antonelli, rouba citações do Saramago, sem nem saber se de fato são dele… Enfim! Relaxa, porque nada nesse mundo é original, ... Read More »

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes